sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

2016



Já vai quase dobrando a esquina o 2016. Esse foi um ano muuuito importante pra mim como ilustrador. 2016 fixou meus pés e me ajudou a alcançar uma aceitação interna sobre o valor do meu trabalho. Foi quase que inteiro mostrar meu trabalho para as pessoas e fazer isso de formas diferentes. Entrei em grupos de desenho, desenhei fanart, entrei em concurso (e ganhei!!) e conheci gente muito legal da área. Foi incrível pra construir essas pontes com outros artistas e aprender com eles. Talvez uma das lições mais valiosas que eu tenha aprendido esse ano foi a da singularidade de cada um e o valor inato que cada artista, estilo e mensagem tem pra um conjunto maior e mais diverso.

Outra coisa importante que eu observei é que 2016 foi praticamente inteiro sobre a estética das coisas e como elas são representadas por mim. Testei muito meu estilo e, apesar de ainda não ter decidido muito bem o tipo de desenho que eu quero fazer (quadrinho, editorial, moda), testei de tudo.  Em 2017 quero encontrar meu foco, mas além disso ano que vem espero me aprofundar mais na mensagem e menos na estética. Eu pretendo desenhar mais sobre a minha vida e os fatos que formaram meu caráter, as minhas vontades, as tristezas e as coisas que me movem. O próximo ano também tende a ser um que antecede mudanças drásticas profissionalmente e deve ser um ano de passos mais largos que 2016 nesse ponto. Meus planos são desenhar mais trabalhos autorais, como o do Otto, e mais sobre minha vida.

Ainda tem muuuita coisa que eu planejei pra 2016 e não consegui por em prática, por motivos que vão desde minha vida pessoal até a rotina acadêmica. E, olhando pra trás, poderia ter sido pior. Felizmente eu tive a ajuda de gente incrível que tava do meu lado pra me dar suporte em dias ruins. Muitos dos meus desenhos em 2016 seriam histórias tristes se não fossem pelos meus amigos.



O ano montanha russa já vai dando tchau e o melhor ano em décadas já vem ali. Eu tenho muitas esperanças nesse que precede uma tempestade. Já tem gente no porto, agora chegou a hora de zarpar.


sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

domingo, 18 de dezembro de 2016

Character Design Challenge


Esse ano eu decidi participar ativamente de grupos de desenho, onde a gente tem um tema mensal com vários desafios de ilustração. O que eu comecei a participar no inicio do ano foi o 2minds, que começou esse ano com um desafio de Harry Potter. Foi uma das coisas que ditou a tendência desse ano pra mim, que foi o fanart. Existe um outro grupo muito maior, com artistas do mundo todo chamado Character Design Challenge. Nele existem muitos artistas incríveis do mundo inteiro e pra mim isso sempre me intimidou bastante. Mas eis que eles resolveram fechar o ano com o mesmo tema do 2minds do início do ano: Harry Potter. E daí não resisti. Resolvi dessa vez fazer um redesign da Sibila Trelawney. Uma personagem que eu sempre achei muito excêntrica e interessante. Resolvi não me basear na imagem dos filmes, mas sim recriar toda a personagem. Algumas coisas eu mantive, como os óculos grandes e o xale. Resolvi dar pra ela uma postura mais altiva também.

Eu to bem feliz com o resultado que eu consegui nas mechas de cabelo. Uma das coisas que mais desenvolvi esse ano foi como ilustrar os fios e em 2016 cheguei num nível que considero bom. Algumas coisas eu ainda preciso estudar muito mais, como posturas mais dinâmicas e os drapeados, que do jeito que tenho feito diminuem muito a qualidade do meu desenho. Mas no geral fiquei satisfeito :-))

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

sábado, 10 de dezembro de 2016

Wallpapers!

Isso é algo que eu deveria ter feito há tempos, mas só coloquei em prática agora. Vi alguns amigos na internet usando uns desenhos como wallpaper de telefone e lembrei dos padrões que eu tinha feito no instagram há um tempo. Dá pra usar na área principal, no whatsapp, viber etc etc. Pode clicar nas imagens e pegar e compartilhar que tá free e com amor.

  

(click on the image to download the full size archive)

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

Don't wake the dreamer

don't wake the lover